PCP

Planejamento e Programação da Produção

As questões relacionadas ao planejamento e programação da produção são desafios constantes para as empresas. Há uma diferença entre planejar e programar e ambos os processos devem ser realizados tanto para capacidade como para a produção e para suprimentos. Por este motivo, usamos o termo PPCPM (Planejamento, Programação e Controle da Produção e dos Materiais).

Equalizar a demanda e a oferta (capacidade) leva a empresa a obter os menores custos da produção, na medida em que orquestra o ritmo de seus processos e dimensiona seus recursos humanos de forma otimizada. Este equilíbrio se torna possível quando os processos de planejamento e programação atuam para promover a integração das áreas funcionais da empresa e o desdobramento da informação dos níveis estratégico ao operacional. As políticas de atendimento, produção e estoques complementam estes processos, dando forma a estratégia de operações da empresa.

Neste sentido, atuamos em parceria com nossos clientes na revisão de seus processos de PPCPM visando a melhoria dos indicadores de atendimento. Tais projetos, podem envolver as soluções abaixo:

  • Diagnóstico de PPCPM: a partir da visão do ciclo do pedido, busca-se identificar oportunidades de melhorias e propor um roadmap de transformação, visando um estado futuro, de melhor performance de atendimento e de custos;
  • Gestão de Demanda: construir uma previsão de vendas assertiva é um passo importante da construção de um plano de vendas. O uso de técnicas estatísticas é largamente utilizado para a elaboração de cenários de previsão;
  • Planejamento de Vendas e Operações (S&OP): estruturar este processo de planejamento agregado objetiva a integração das áreas funcionais de forma a trabalhar colaborativamente em um plano único para empresa;
  • Plano Mestre de Produção (MPS): o nivelamento dos recursos e a definição de um mix de produtos são objetivos principais do plano mestre de produção que atua no médio prazo (nível tático) da empresa;
  • Gestão da Capacidade: estruturar uma análise de capacidade que permita identificar recursos críticos e/ou recursos ocioso é a chave para o melhor aproveitamento dos recursos. Adicionalmente, a validação dos planos de produção exige uma ferramenta de avaliação da capacidade;
  • Gestão de Estoques: o custo de capital na forma de estoques pode ser determinante para a operação de uma empresa. Estabelecer políticas de estoques e dimensioná-los são exemplos de melhores práticas. Modelos de reposição de estoques também podem ser utilizados em ambientes de produção para estoques;
  • Programação da Produção: o sequenciamento da produção é uma atividade fundamental do nível operacional. Pode ser operacionalizada através da implantação de softwares APS ou através de lógicas simplificadas de programação sem a utilização de softwares de apoio tão sofisticados.

PCP

APAGAR

Notícias Relacionadas

Conteúdos Relacionados

Receba Conteúdos Exclusivos da Produttare no seu email

Trazemos os melhores artigos e pensamentos sobre excelência operacional e sobre nossos eventos.