08/Out/20

Obtendo vantagens competitivas através da Gestão do Ciclo de Vida dos Produtos

Categoria(S): Videos • solução(ões): Gestão de Portfólio de Produtos

Confira a apresentação de Ariel, sócio-consultor da Produttare, sobre os desafios e benefícios da gestão do ciclo de vida dos produtos que levam à uma maior competitividade das organizações.

Com a evolução no mercado consumidor e a exigência por algo personalizado, ou que gere uma experiência diferente aos clientes, as empresas precisam buscar maneiras de elevar a produtividade, a flexibilidade e a velocidade no ciclo de vida de seus produtos.

O ciclo de vida dos produtos é um processo que atinge todas as áreas da empresa, fazendo com que muitas vezes as informações se percam no meio do processo ou se transformem.

Ariel explica a importância e os benefícios de um software para auxiliar na gestão do ciclo de vida dos produtos, reduzindo custos do processo e aumentando os lucros da empresa. Contudo, vale ressaltar que a melhor solução para as empresas sempre será a integração entre o método e a ferramenta.

Este vídeo foi extraído do evento on-line "Obtendo vantagens competitivas através da Gestão do Ciclo de Vida dos Produtos". Clique aqui para assistir ao webinar na íntegra.

 

Os desafios da falta de gestão do ciclo de vida dos produtos nas organizações

Observa-se que a complexidade nos produtos vem aumentando, agregando tecnologias tanto no desenvolvimento de produto quanto no produto em si.

Da mesma forma, vemos a complexidade na gestão de dados aumentar, uma vez que cada vez mais as novas tecnologias geram dados.

Estes fatos, associados à globalização, criam um cenário onde cada vez mais as empresas precisam minimizar falhas, exigindo uma maior assertividade dos processos.

O cliente perceberá estes fatores, que poderão agregar valor, através das dimensões competitivas. Seja pelo preço, flexibilidade, tempo, estilo, atendimento, qualidade ou funcionalidades do produto.

As dimensões competitivas percebidas pelos clientes levam a desafios internos, já que o negócio deve suportar a equação custo, qualidade, disponibilidade, sustentabilidade, atendimento e flexibilidade.

Isso quer dizer que as organizações devem possuir processos que as levem a melhorar as suas dimensões competitivas. Assim, o ciclo de vida do produto, por ser um conjunto de processos, passa por diversas áreas da empresa, desde a sua concepção até ao seu pós-venda.

No ciclo de vida do produto temos muitas pessoas colaborando ao mesmo tempo ou não, pesquisando por mais informações, fazendo com que a tomada de decisão se torne mais complexa, deixando muitas vezes a organização sob pressão, visto que a margem para erro é pequena.

Um produto é a informação no seu tempo e espaço, uma vez que gera informação desde o seu nascimento, como informações de requisitos, que se tornam especificações de projeto, informações produtivas e assim por diante.

O domínio destas informações auxilia no desenvolvimento do projeto, pois é possível analisar os dados de mercado, de aceitação, desempenho do produto, entre outros.

Tomar as melhores decisões em um cenário onde muitas pessoas colaboram entre si, internamente e externamente, acaba sendo o desafio de muitas organizações. 

 

O que você precisa para tomar boas decisões?

A chave para você tomar uma boa decisão e errar menos é a organização do volume de informações geradas ao longo da vida do produto.

Além desta organização, é essencial que a informação esteja correta, na hora certa e no contexto certo, para que quando ela for analisada, dê subsídios à tomada de decisão.

Neste contexto de necessidade da informação ao longo de todo o ciclo de vida do produto, também é preciso integrar os dados.

Para auxiliar nesta integração de dados, pode-se contar com diversas soluções no mercado, como o software da Siemens, o Teamcenter de PLM (Product Lifecycle Management).

 

Teamcenter Product Lifecycle Management (PLM)

Atualmente, ao longo da trajetória de seus processos e desenvolvimento, as empresas acabam utilizando um grande sistema chamado ERP, que auxilia nos processos e informações. No entanto, ele inicia apenas na geração do pedido.

Porém, olhando pela perspectiva do produto, este tem muito mais informações que o pedido, desde o ciclo de desenvolvimento, o ciclo de pós-venda, entre outros. Com isso, é tão importante quanto o ERP, uma plataforma que suporte este gerenciamento de dados gerados durante todo o ciclo de vida do produto.

 

Benefícios do Teamcenter Product Lifecycle Management (PLM)

Para facilitar o entendimento, Ariel explica os benefícios a partir de três aspectos básicos:

  • Como tomar decisões colaborativas que remetam a benefícios e resultados;
  • Como e o que simplificar nos processos;
  • Como gerenciar a complexidade, visto que no mercado existe uma tendência à personalização de produtos.

 

Tomar decisões colaborativas

Para auxiliar na tomada de decisões colaborativas é necessário que se construa uma verdade única em todo o ciclo de vida do produto, ou seja, que uma plataforma integre os dados de diversos autores para que todos tenham acesso a mesma informação.

Tendo como exemplo um cronograma, cada área possui o seu. Se não houver uma integração entre eles, etapas acabam sendo perdidas. Uma plataforma para essa integração permite um modelo de negócios único, acesso rápido e preciso à informação, e inteligência de negócio incorporada.

Após utilizar uma plataforma de integração, a HSAE obteve 30% de redução de retrabalho e reclamações, aumento de 10% em novos negócios, além de erros reduzidos e aumento das vendas.

Outro benefício adquirido com um software de integração foi a segurança da propriedade intelectual da empresa e o controle de importação e exportação dos dados, aumentando o reuso em 25% e elevando 60% a eficiência na pesquisa de arquivos.

Atualmente muitas empresas possuem o desenvolvimento de seus produtos em conjunto com fornecedores e clientes, com colaboração interna e externa. A plataforma auxiliará no mapeamento das atividades e no controle das etapas internas e externas.

Também há o PLM invisível, ou seja, muitas empresas utilizam diversas ferramentas, como Word e Excel, que estão em sintonia com o processo da empresa. O software poderá integrar essas ferramentas sem alterar o processo ou a forma de utilização, mantendo todas as áreas conectadas.

Podemos observar o benefício da plataforma de integração ao analisarmos o caso da empresa de foguetes, que atingiu 50% de aumento na produtividade com uma colaboração mais eficaz.

 

Simplificar os processos

Para muitas empresas o processo de gestão do portfólio de produtos, desde o desenvolvimento ao pós desenvolvimento, pode ser difícil, visto que há um conjunto de programas e projetos, com dados e processos sendo colaborados por diversas áreas.

A energia e o esforço investidos na gestão deste ciclo de vida exige que as organizações tenham um quadro de funcionários inchado para controlar cronograma, atividades e etapas, elevando o custo e o tempo de desenvolvimento.

Uma plataforma para gestão do ciclo de vida do produto pode resolver este problema, auxiliando no controle e na visualização das etapas em andamento e nas planejadas, integrando o planejamento e a execução, sendo capaz de reduzir 80% das atividades que não agregam valor.

Percebe-se facilmente uma perda num processo produtivo, seja estoque, esperas ou problemas de qualidade. Mas o desafio é enxergar tais perdas no ambiente da informação, já que a informação também é um fluxo, um processo, possuindo várias atividades de diversas áreas.

 

Gerenciar a complexidade

Nota-se o aumento da complexidade quando observa-se num produto não somente a parte mecânica, mas sim uma integração entre mecânica, eletrônica e software, sendo um desafio no desenvolvimento de produtos em muitas organizações.

Um software de PLM, pode auxiliar no gerenciamento da complexidade, quando faz essa integração e ainda simula custos do processo e da fabricação, prevenindo custos maiores com o produto já em produção.

A Ford conseguiu reduzir cerca de US$100 milhões em garantia em 3 anos, utilizando a simulação no seu desenvolvimento e assim prevendo e antecipando possíveis erros que poderiam ocorrer ao longo do ciclo de vida do produto.

Também se encontra a complexidade na variedade dos produtos. O impacto pode ser minimizado através da padronização e da modularização dos produtos, como por exemplo a Hynduai, que assim atingiu uma economia de 68.000 horas por pessoa ao ano.

Por fim, o suporte digital ao produto auxilia na complexidade do desenvolvimento por meio de uma visualização avançada, validação digital do produto e um planejamento digital da fabricação.

 

Entendendo o impacto do Teamcenter no ciclo de vida do produto

Ao olhar a curva do ciclo de vida de produto, o Teamcenter busca auxiliar as organizações para minimizar os custos do desenvolvimento do produto, do lançamento até o ponto de equilíbrio, assim como maximizar os lucros do produto até atingir o seu auge e ser retirado.

A curva poderá ser impactada positivamente reduzindo o período ou o custo até o lançamento. Pode ser reduzido o tempo para atingir o ponto de equilíbrio, pode-se também elevar o auge de vendas do produto ou até mesmo postergar a sua retirada do mercado.

Com isso, a empresa pode chegar mais rápido no mercado, com um menor custo para o desenvolvimento e ampliando, assim, o sucesso do mercado, mostrando que o impacto não é somente na melhoria do processo e sim no custo e no lucro da organização.

Ressalta-se que, para alcançar o sucesso na gestão do ciclo de vida dos produtos, é necessário não somente um método ou uma ferramenta, mas sim a integração dos dois.

Há diversos métodos para essa gestão, como Roadmap tecnológico, gestão de portfólio, modularização, padronização de produtos, redesenho de processos entre outros. Todos suportados pela plataforma Teamcenter PLM da Siemens.

 

Eventos relacionados

Conteúdos Relacionados:

Receba a Newsletter Produttare

Trazemos os melhores artigos e pensamentos sobre Excelência Operacional, Lean Manufacturing e Gestão de Operações.